Óleo Vegetal de Mamona (Rícino) 60ml

Rico em ácido ricinoleico, é utilizado em tratamentos que vão da prisão de ventre, ao combate eficaz à acne, passando por tratamentos capilares.

R$29,90

Em estoque

REF: OV006010 Categorias: ,

Descrição

Óleo Vegetal De Mamona (Rícino) 60ml – Gran Oils

Rico em ácido ricinoleico, é utilizado em tratamentos que vão da prisão de ventre, ao combate eficaz à acne, passando por tratamentos capilares. O óleo de mamona também é indicado no combate de artrite, inflamações, dores musculares, fortalecimento de unhas e queda dos cabelos. Ajuda a suavizar a pele seca e irritada. É facilmente absorvido, estimulando a produção de colágeno, com a consequente redução de rugas e estrias. Além disso, possui propriedades emolientes e umectantes, auxiliando na hidratação, elasticidade e maciez da pele. Bastante utilizado em massagens, é conhecido pelo seu poder relaxante que proporciona sensação de bem estar.


– Benefícios do óleo de rícino para os cabelos
Este produto tem propriedades tanto de hidratação dos fios de cabelo quanto de limpeza do couro cabeludo, sendo indicado nos seguintes casos:

1. Restauração e crescimento de cabelos mais fortes
Graças ao ômega 6 e ômega 9, o óleo de rícino pode dar maior volume ao fio de cabelo. Isso ocorre porque esse ácido graxo estimula o couro cabeludo e os folículos pilosos (local onde os cabelos nascem), fortalecendo assim os fios.

Estes nutrientes também ajudam a melhorar o aspecto do fio de cabelo, já que ele sela as cutículas, impedindo que os cabelos fiquem com aparência elétrica e ressecada, dando brilho aos cabelos e uma aparência mais sedosa.

2. Hidratação dos fios
Os ácidos graxos do óleo de rícino, como o ômega 6 e ômega 9, colaboram com a hidratação dos cabelos ressecados, formando uma película que impede a perda de água para o ambiente.

3. Combate à caspa
Ele também tem propriedades antifúngicas que limpam o couro cabeludo, ajudando a combater a caspa, que normalmente é causada por fungos. Além disso ele evita o ressecamento dos fios, prevenindo a descamação do couro cabeludo. Mas é importante ressaltar que ele sozinho não resolve este problema, ele deve ser aliado aos tratamentos indicados pelo dermatologista.

4. Oleosidade excessiva
Essa propriedade de limpeza também o ajuda a combater a oleosidade excessiva do couro cabeludo, principalmente quando há bactérias e fungos fomentando a produção excessiva de oleosidade pelas glândulas sebáceas da região. No entanto, pessoas com muita oleosidade não devem manter o óleo de rícino por muito tempo no couro cabeludo. O ideal é aplicar no começo do banho e retirá-lo completamente com o uso do shampoo. Se você sofre muito com a oleosidade, confira aqui 12 formas para acabar com a oleosidade dos fios.

5. Óleo de rícino e queda de cabelo
É arriscado dizer que o óleo trate a queda de cabelo, uma vez que existem inúmeras causas para o problema, que vão desde condições genéticas a quadros de inflamação.

Nos casos de queda por eflúvio telógeno (traduzindo: quando os fios estão caindo antes do que deveriam) é que o óleo de rícino pode ser mais benéfico, justamente porque ele estimula que os fios voltem a fase anágena, ou seja, de crescimento dos fios.

Saiba mais: Óleos essenciais hidratam, tiram frizz e selam pontas duplas dos cabelos
Como usar o óleo de rícino no cabelo
A receita é uma colher de sopa do óleo para um pote de condicionador ou creme hidratante capilar de 200 mL. Aplique a mistura durante o banho, deixando por cerca de um minuto nos fios. Depois é importante retirá-lo bem, sem deixar resíduos.


– Benefícios do óleo de rícino para a pele
Os nutrientes do óleo de rícino podem ser interessantes para a pele de várias formas. Confira:

1. Combate acne e oleosidade
O produto é interessante para a pele oleosa por ser pouco comedogênico, ou seja, não causa acnes ou lesões na pele. Ele também tem um efeito adstringente, reduzindo a proliferação bacteriana, uma das causas da acne. Ele faz tudo isso promovendo a hidratação necessária para que esta pele fique saudável.

2. Pele ressecada e envelhecida
Ele é um hidratante natural e pode ser benéfico para quem sofre com a pele ressecada. Ele impede a perda de água deste tipo de pele, mantendo-a hidratada, mais forte e brilhante. O resultado? Uma pele com menos rugas e marcas de envelhecimento.

3. Cicatrizante natural
O óleo de rícino também tem uma ação cicatrizante potente, devido principalmente à presença da vitamina E. Por isso, ele pode ser um aliado de pessoas com estrias recentes (aquelas com aspecto avermelhado).

Sua capacidade de cicatrização aliada à hidratação natural o tornam um bom cosmético pós-sol, principalmente após queimaduras solares, mas sempre misturado a algum creme e nunca diretamente na pele.

4. E no caso da celulite?
Muitas pessoas indicam o óleo de rícino para melhora da celulite, mas ele não tem um efeito direto neste problema. Na verdade, há estudos que mostraram que a ingestão do óleo pode melhorar a circulação, mas este efeito é muito pequeno e não seria suficiente para melhorar o aspecto da celulite.

No entanto, como ele melhora o aspecto da pele, pode haver a ilusão de que a celulite está sendo tratada, uma vez que ela é causada pela flacidez da pele e dos músculos. Se você quer conhecer outras alternativas para acabar com a celulite veja aqui 7 passos.

Como usar o óleo de rícino na pele
Não é muito indicado usar o óleo de rícino puro na pele. O melhor é misturá-lo em um creme hidratante, na proporção de uma colher de sopa para cada 200 mL de produto.

Além disso, sempre o aplique-o após a higienização da pele, para garantir seu efeito. Como as moléculas dele são grandes, usar água morna para abrir os poros ajuda na sua maior adesão na pele.


– Benefícios do óleo de rícino para as unhas e como usar
O óleo de rícino pode contribuir com a hidratação das cutículas, principalmente devido a sua capacidade de criar uma película protetora da pele, impedindo que a água seja perdida para o ambiente externo. Estando mais hidratadas, as cutículas executam melhor sua função de proteger as unhas e suas novas células, ajudando no crescimento. Essa camada protetora também ajuda no fortalecimento de unhas quebradiças.

Para aproveitar os benefícios é só aplicar o óleo de rícino puro nas unhas e deixar por uma hora, de preferência antes de fazê-las na manicure ou em casa.


– Benefícios do óleo de rícino para as sobrancelhas e cílios e como usar
Muitas pessoas indicam o uso do óleo de rícino para melhorar o crescimento das sobrancelhas e cílios. De fato, ele ajuda por engrossar os fios e torná-los mais vistosos, dando a impressão de que estão mais numerosos. O uso nas sobrancelhas é liberado, mas nos olhos é preciso ter cuidado, já que não se sabe que efeito eles podem ter na visão.

É recomendado aplicar com uma escovinha dessas de rímel, que pode ser comprada nova ou mesmo uma antiga devidamente higienizada. No caso das sobrancelhas, pode-se deixar o óleo agindo durante a noite, só tomando o cuidado de colocar uma toalha no travesseiro para não manchar. No caso dos cílios, o mais indicado é conversar primeiro com um dermatologista e entender se vale para seu caso.


– Benefícios do óleo de rícino para a barba e como usar
O óleo de rícino age nos pelos da barba da mesma forma como nos cabelos e pode ser usado para estimular o crescimento de uma barba com pelos mais grossos e fortes, deixando-a mais cheia. No entanto, ele não ajuda no crescimento do fio, não sendo uma alternativa em casos de barba com falhas.

O modo de usar é simples: aplicar na pele do queixo massageando. Pode-se retirar no banho em seguida ou passar antes de dormir e retirar no dia seguinte. Caso pretenda dormir com o óleo, lembre de forrar o travesseiro com uma toalha, evitando manchas.


Uso Alimentício: Pode ser usado na sua alimentação em substituição do azeite de oliva, no tempero e finalização de pratos.



Precauções
Produto sensível ao calor, raios solares

Informação adicional

Peso 600 g
Dimensões 2 × 3 × 6 cm

Avaliações

Não há avaliações ainda.

Seja o primeiro a avaliar “Óleo Vegetal de Mamona (Rícino) 60ml”

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *